CANELA DE VELHO

Doenças e ervas Ervas curam Loja Virtual Nossa Lojinha

Benefícios da ‘canela de velho’ auxiliam contra doenças

A planta conhecida como “canela de velho” está entre as ervas mais indicadas para o alívio das dores provocadas pela artrite e artrose. Confira

A planta conhecida como “canela de velho” está entre as ervas mais indicadas para o alívio das dores provocadas pela artrite e artrose. Este vegetal é considerado como uma erva medicinal nativo do Nordeste brasileiro, planta a qual integra a família das melastomataceae, de nomenclatura científica miconia albicans.

Essa planta é subarbustiva, dotada de caule fino, com altura de até 1,20 metros, com folhas ovaladas, cruzadas, verdes-brilhantes na parte superior e meio brancas na área inferior. É característico desse vegetal hastes florais com tonalidade vermelha, mínimas flores brancas ou amarelas e mínimos frutos arredondados.

No Brasil, o cultivo desse vegetal se dá, principalmente, em áreas territoriais entre os estados da Bahia (região onde o mesmo foi batizado de canela de velho) e Sergipe. O mesmo possui melhor adaptação em solos pobres, bastante drenados e com temperaturas entre 25ºC e 33ºC.

Benefícios da 'canela de velho' para o tratamento contra artrose

Propriedades medicinais

Ao todo, 15 são as diferentes variedades da canela de velho, e todas são capazes de aliviar dores. Antioxidante, anti-inflamatória, antimutagênica, hepatoprotetora, tônica, antimicrobiana, antitumoral e digestiva são as propriedades dessa erva.

Tratamento de dores com a canela de velho

Apesar da ausência de estudos que comprovem sua eficácia contra dores, a canela de velho é aplicada desde os períodos mais remotos da humanidade para aliviar rapidamente os sintomas de doenças como artrite, artrose e outras inflamações gerais e nas articulações. Torcicolos, tendinites, bursites, torções nos pés, hérnias de disco, dores na coluna, diabetes, transtornos intestinais e doenças do estômago são outros males combatidos por essa planta.

A canela de velho ainda é conhecida por atuar como purificador sanguíneo, por agir contra os radicais livres e servir como potente estimulante sexual.

Receita do chá de canela de velho

Em um litro de água fervida, acrescente de 15 a 20 folhas do vegetal e deixe no fogo em fervura por mais meio minuto. Feito isso, deixe o líquido descansando por aproximadamente uma hora. Recomenda-se a ingestão – em jejum – de uma xícara do chá – preferencialmente sem açúcar ou adoçantes – pela manhã e outra à noite, ou ainda antes de cada uma das principais refeições do dia. Não é obrigatório tomar esta infusão quente.

Não há relatos de efeitos colaterais causados pelo chá de canela de velho. Entretanto, aconselha-se tomar por um período inicial de testes durante 15 dias, podendo o a ingestão do mesmo se estender, dependendo de como reagir o organismo do usuário, por até 60 dias. Também é importante consultar a opinião de um médico à respeito do uso dessa infusão.

Informação 02:

A milagrosa canela de velho: uma aliada contra a artrose

A canela de velho é uma planta extremamente eficaz contra a artrite e a artrose, e seu consumo deve ser feito na forma de chá das folhas

A Canela de Velho é uma planta medicinal da família das melastomataceae, com o nome científico de miconia albicans. É natural da região Nordeste do Brasil, mais precisamente nos estados de Sergipe e da Bahia, onde recebeu a alcunha de Canela de velho. Prefere solos pobres, bem drenados, com temperaturas variando de 25ºC a 33ºC.

É uma planta subarbustiva, com caule fino, podendo chegar até 1,20 metros de altura. Suas folhas são cruzadas e ovaladas, verdes-brilhantes na parte superior e meio esbranquiçadas na parte inferior. Possui hastes florais avermelhadas, com pequenas flores brancas ou amareladas e pequenos frutos redondos. Tem cerca de 15 variedades diferentes, todas, potentes contra as dores.

Usos da canela de velho

Seus usos medicinais são bastante conhecidos contra as dores da artrite e artrose. É ainda conhecida pelas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, antimutagênicas, tônicas, digestivas, antimicrobianas, antitumorais e hepatoprotetoras.

Indicações

Antigamente, para amenizar as dores das doenças reumáticas, eram bastante utilizadas ervas como a unha-de-gato, a mamica de cadela, chapéu de couro e a casca de sucupira. Mas a canela de velho veio como uma verdadeira bênção, uma vez que seus efeitos são extremamente eficazes. Há quem diga que traz alívio imediato para doenças como a artrose, a artrite reumatoide, inflamações nas articulações, além de poder ser utilizada no processo de purificação do sangue e ainda atuar contra os radicais livres.

 Além de essas serem suas propriedades mais conhecidas, também é constatado seu uso contra tendinites, inflamações gerais, torcicolos, bursites, torções nos pés, dores na coluna, hérnias de disco, problemas intestinais, complicações da diabetes, doenças estomacais e funciona como estimulante sexual, caso o problema esteja relacionado às dores durante o ato.

A milagrosa canela de velho: uma aliada contra a artrose

A canela de velho é uma planta extremamente eficaz contra a artrite e a artrose, e seu consumo deve ser feito na forma de chá das folhas

A Canela de Velho é uma planta medicinal da família das melastomataceae, com o nome científico de miconia albicans. É natural da região Nordeste do Brasil, mais precisamente nos estados de Sergipe e da Bahia, onde recebeu a alcunha de Canela de velho. Prefere solos pobres, bem drenados, com temperaturas variando de 25ºC a 33ºC.

É uma planta subarbustiva, com caule fino, podendo chegar até 1,20 metros de altura. Suas folhas são cruzadas e ovaladas, verdes-brilhantes na parte superior e meio esbranquiçadas na parte inferior. Possui hastes florais avermelhadas, com pequenas flores brancas ou amareladas e pequenos frutos redondos. Tem cerca de 15 variedades diferentes, todas, potentes contra as dores.

Usos da canela de velho

Seus usos medicinais são bastante conhecidos contra as dores da artrite e artrose. É ainda conhecida pelas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, antimutagênicas, tônicas, digestivas, antimicrobianas, antitumorais e hepatoprotetoras.Indicações

Antigamente, para amenizar as dores das doenças reumáticas, eram bastante utilizadas ervas como a unha-de-gato, a mamica de cadela, chapéu de couro e a casca de sucupira. Mas a canela de velho veio como uma verdadeira bênção, uma vez que seus efeitos são extremamente eficazes. Há quem diga que traz alívio imediato para doenças como a artrose, a artrite reumatoide, inflamações nas articulações, além de poder ser utilizada no processo de purificação do sangue e ainda atuar contra os radicais livres.

Apesar de essas serem suas propriedades mais conhecidas, também é constatado seu uso contra tendinites, inflamações gerais, torcicolos, bursites, torções nos pés, dores na coluna, hérnias de disco, problemas intestinais, complicações da diabetes, doenças estomacais e funciona como estimulante sexual, caso o problema esteja relacionado às dores durante o ato.

Chá de Canela de velho

Coloque um litro de água para ferver. Depois, adicione 15 a 20 folhas dessa planta, e deixe em fervura por em média 30 segundos. Em seguida, desligue o fogo, tampe e deixe amornar por cerca de uma hora. Então, coe e consuma esse chá diariamente, de preferência uma xícara pela manhã e outra à noite, em jejum, ou antes das principais refeições. Pode ser bebido quente ou gelado, mas evite colocar adoçantes ou açúcar.

Melhorando sua qualidade de vida

Existem casos de pessoas que melhoraram das dores tomando esse chá por apenas um dia, resultando em um efeito quase imediato. O uso dessa planta medicinal vem sendo passado de gerações a gerações, e aparentemente, não possui nenhum efeito colateral. Mas é aconselhável que se faça o teste dos 15 dias. Se após esse período não se obtiver nenhum tipo de reação, deve continue o tratamento. O mesmo, deve ser feito por, no mínimo, 30 dias, para se obter os resultados duradouros, e se estender até no máximo 60 dias.

Efeitos colaterais e contraindicações

Como dito, não existem efeitos colaterais nem contraindicações confirmadas até então. Mas deve-se sempre prezar pela dosagem correta, sem sobrepor o desejado. E é altamente recomendado que se procure um médico antes de iniciar qualquer tratamento alternativo, para que ele possa lhe indicar a tempo, a dose ou se você está apto ou não para consumir tal erva.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s